segunda-feira, abril 27

A única verdade absoluta


As pessoas quando sentem
fazem-no com o coração
é no trajecto p`ra cabeça
que se perde a informação
João Negreiros in O Cheiro da Sombra das Flores, pag.76
imagem: autor desconhecido

11 Comments:

Maria Emília said...

Que forma tão engraçada de dizer uma grande verdade. Excelente.
Um beijinho,
Maria Emília

so_she_says said...

E de que maneira!

Um beijinho, Marta

PAS[Ç]SOS said...

E como já alguém disse, e eu repeti noutras ocasiões... contra fatos [que não os de vestir] não há argumentos!

João Rasteiro said...

"As pessoas quando sentem
fazem-no com o coração
é no trajecto p`ra cabeça
que se perde a informação"
É pá, como eu não quero perder muita informação/coração, vou tentar não perder-te...ligação de ti!
Um beijinho Marta,

João Rasteiro

Funes, o memorioso said...

Que afirmação tão desconchavada. Um tipo que escreve tamanha baboseira devia andar a acartar argamassa nas obras, porque, manifestamente, não nasceu para a literatura ou para outra arte qualquer. Nem sequer a arte da cantaria ou da carpintaria. Só mesmo para acartar argamassa.

Zaclis Veiga said...

Talvez seja por isso que aquelas grandes bobagens sentimentais só se tornam cruel realidade no dia seguinte... :)

Gi said...

Não vou dizer que é verdade absoluta: muitas vezes no trajecto pr'a cabeça floresce a constatação.

Su said...

olha.....eu perco tanta informação que faz dó:)))


jocas maradas de sentires

Marta said...

única verdade absoluta é mesmo o título do poema, Gi :)


Prof. Funes: essa doeu-me!
Fique sabendo que estamos oficialmente de relações cortadas! Eu sei que não lhe faz diferença nenhuma, mas pronto!
é a maldicência em pessoa!
O que conhece do trabalho do João Negreiros para dizer isso! NADA!

E para que conste:
o João Negreiros, em minha opinião, só podia ser poeta e escritor e essas coisas todas de escrever (e dizer)nomeadamente
tatro, que faz tão bem! Que faz, tantas vezes, genialmente!
Eu gosto tanto, tudo, íssimo dos poemas do João Negreiros.

Sempre pronta, para defender o "meu cavaleiro"!

Funes, o memorioso said...

Do trabalho de João Negreiros não conheço nada. Nem sabia que ele trabalhava. Para que empreiteiro?

Maria said...

O senhor Funes é muito mal educado e ignorante.
Fique sabendo que a escrita do João é sublime, não vem escrito na Lei, já sabemos.
A sua arrogância e má educação, e desconhecimento revelam uma bossalidade medonha típica das pessoas da sua classe,(e sei bem do que falo, vivo rodeada de advogados) o senhor é que devia andar a acarretar argamassa nas obras, e também lhe fica muito bem desdenhar dos "Trolhas".
Conheça a obra (a do joão) e depois falamos melhor.
Desculpe Marta, mas conte comigo para defender a obra deste autor que é BRILHANTE, ainda por cima foi logo comentar este poema que eu admiro desde o primeiro momento.
MariaVForte