quinta-feira, abril 30

Das coisas importantes


"Descobri que as coisas importantes, se as pusermos num monte, passados uns meses deixam de ser importantes. É tudo inútil!, são urgências que entretanto deixaram de ser urgências”
Manuel António Pina, na Pública do último domingo
[a) olho fixamente para a minha secretária.
b) haverá outras coisas que eu possa amontoar?]
devidamente roubado aqui

9 Comments:

Paulo said...

Devíamos começar os dias, todos os dias, assim. Não me canso (nunca) do Pina.

PAS[Ç]SOS said...

As coisas importantes são para lhes dar importância no momento. E se forem realmente importantes, os momentos, em que lhes damos importância, sucedem-se continua, sôfrega e repetidamente. Se as passamos para o 'monte' é porque não são realmente importantes, ainda que possíveis de guardar... para lá voltar. Sempre... que se relembre a sua importância e a tenhamos de beber... para lhe reavivar o sabor.

K said...

Em resposta à alinea b!

Sim! Existem sempre mais coisas que se podem amontoar!!!

jorge c. said...

Importante é o almoço de amanhã, Marta!

Gi said...

Supostamente são as nossas coisas importantes de que ele fala.
Vai lá experimentar deixar as coisas importantes dos outros num monte.
E mesmo nós, pequeninos, vai lá experimentar deixar num monte o IRS, o IMI e o raio que o Estado resolva inventar.

Luciano Schüler said...

Mensagem bem escolhida!
Abraço!

inespimentel said...

As urgências e prioridades andam à solta no nossos destinos e vão-se desorganizando, reagrupando e evaporando conforme a importância que de verdade possam ter!
... confirmando-nos que tudo, mas tudo, é mesmo muito relativo!

icendul said...

aproveitando para deixar cartão de visita, arrumo também (não amontoo) esta morada na minha lista de leitura:)

Eduardo Baltar Soares said...

sabes que ontem quando peguei na revista para acompanhar o sumo de laranja lembrei-me de ti?
não sei porque, nem conheço o Manuel António Pina. Só sei que gosta de cães e gatos como eu e diz que é inseguro e que escreve e que deve ser porreiro porque me fez lembrar de ti!
beijinho.