sexta-feira, abril 10

Deve ter 237 anos [II]


[cont.] E, mesmo incrédula, anotei: o coração não é um lugar seguro. E o adivinhador de passados perguntou-me como o tinha encontrado. E eu disse-lhe que tinha sido ele o primeiro encontrar-me. E ele disse que acreditava. E pediu desculpa por não o saber. Pois só sabia adivinhar o passado das outras pessoas. Não o dele. E, então, pedi-lhe ajuda. Expliquei-lhe que tinha inventado um abraço e andava preocupada. Porque apesar de ser passado, continuava a dá-lo todos os dias. A alguém que também tinha inventado. Ele sorriu. E eu corei. E perguntei-lhe se podia ajudar-me a deixar de dar esse abraço. E ele disse que era muito difícil. E pedi-lhe que procurasse nas gerações inteiras de palavras que o habitam, uma solução.
E ele anotou: abraço inventado. Em pessoa inventada. Urgente. [cont.]
Imagens: Sanithna Phansavanh

5 Comments:

K said...

São os pequenos pormenores das tuas histórias, que mais ninguêm consegue captar, que as tornam encantadoramente belas...
Sigo atentamente. Mas não queres deixar-nos com pedaços maiores desta estória?

PAS[Ç]SOS said...

Crente que os abraços serão, no mínimo, como as palavras que inventa, arrisquei partir à procura desse tal 'adivinhador de passados', com o intuito de lhe pedir que parasse a pesquisa que lhe havia requerido, e conseguisse forma de me permitir testemunhar esse abraço que diz ter inventado e continuar a dar todos os dias. Com todo o entusiasmo esqueci o mais importante... é que sou titular de Bilhete de Identidade, Número de Identificação Fiscal, Cartão de Eleitor, Carta de Condução, Beneficiário de Segurança Social... enfim não reúno as condições do destinatário! ... não sou inventado! ... sou um mero ser real!

São said...

Vivam os abraços, para sempre!
Que a sua Páscoa lhe traga as amêndoas que desejar!

Su said...

jocas maradas e abraços..tantos

Marta said...

K: sempre encantador! e pedaços maiores, são quantas linhas ;)

Passos: nada feito! Até porque este "adivinhador de passados" só fala com a personagem da estória :)

São: um abraço muito doce para si!

Su: abraços muitos, para ti :)