quarta-feira, abril 15

Contigo é isso tudo

Se eu te mandasse atirar de uma ponte
atiravas-te?
claro
porque a água era límpida e tinha um tesouro no fundo
mas se fosse um viaduto?


é evidente que caía no colo de uma bruxa que me raptava
e tu ias
[buscar-me e tiravas-me do caldeirão e isso tudo

isso tudo?

pois
isso tudo
contigo é isso tudo
se me mandas morrer
vivo
se me fazes sofrer
é sem dor
se me traíres
vai ser contigo
se me amares
é com outro
dás-me um chuto
e vou de ioió
e se o cordel sair
volto num pião


não há maneira
não há forma
não há jeito


vou voltar para ti mesmo que não queiras
mesmo que não gostes
mesmo que não existas
mesmo que me finem as forças
mesmo que sejas a imagem de um filme a preto e branco em que eras o cinzento]


e não te conheço
e não te mereço


mas amo-te e isso basta
não basta?
basta
não basta?
o amor chega
não chega?
ou queres que leve flores?

João Negreiros, in O Cheiro da Sombra das Flores, pag.71 e 72, 2007
imagem: autor desconhecido

17 Comments:

PAS[Ç]SOS said...
Este comentário foi removido pelo autor.
PAS[Ç]SOS said...

quem terá a ousadia de aceitar flores depois de... palavras assim?...

CA said...

Um poema assim é para pôr no coração para sempre

Anónimo said...

É das tais coisas...despojamento...SEM.
E.

Dalaila said...

entrega na escrita total

Anónimo said...

Que poema lindo Marta!
Não conhecia o autor, acho até que nunca li nada de João Negreiros. Mas é maravilhoso.

bjos.
Cristina M.

sonja.valentina said...

nem sempre o amor chega nem as flores resolvem tudo, infelizmente....

Texto-Al said...

mt bem conseguido este estilo casual;)
um beijo, marta.

T.

Nefertiti said...

ai ai lindo lindo lindo.

Claudia Sousa Dias said...

lindo...


csd

Toze said...

Diferente, engraçado, bonito.

Gostei :)

Toze said...

Diferente, engraçado, bonito.

Gostei :)

Toze said...

Parece que gostei a dobrar :))))

K said...

Perfeitamente simples!!! E basta!

Beijo

Su said...

almada...sempre
excelente escolha

jocas maradas

Funes, o memorioso said...

O poema até nem é mau, mas é sobre um tema esgotadíssimo.

Marta said...

ah...prof. funes!!!!!!!
por isso, também, é genial!

escrever sobre um tema esgotadíssimo, é mega difícil!

Daí,também, João Negreiros, ser um génio da poesia!

mas que mau feitio, o seu! arre!

a todos os outros queridos comentadores, abraço sem arre!
o abraço com arre! é só para o prof. Funes!