domingo, abril 5

Oito à volta da mesa

,

O acordo não foi ortográfico! Foi gastronómico! E entrou em vigor ontem à noite, à volta de uma mesa para oito. Eu e o João, equipa portuguesa. A Zaclis e a Sonia [sem nenhum assento], equipa brasileira. Enquanto a música corre, da cozinha, saem, a bom ritmo, caipirinhas. Limas, morangos, cachaça, açúcar, gelo. A sala aquece. Voltada para o jardim. As entradinhas boca dentro. Isso é o quê? Prova. Prova. Hummmmm. Que delícia! Muito bom! E como se faz? As perguntas e as respostas. A explicação possível! Em busca de uma imagem que fosse buscar o significado ao outro lado do mar! Não pode ser! Chama-se assim?! E cá, como se chama? Nossa!
Eu e João, incumbidos de pôr na mesa pratos de sabor bem português. Já fizemos dupla na cozinha, de outras vezes. Desta, a responsabilidade pesa mais. É como mostar a cidade ao coração! Talvez!

A Zaclis à volta de uma torta Mineira! Uma aventura! De comer e chorar por mais! Que os brigadeiros já estavam a postos para o café! E a conversa ininterrupta noite fora. Quase a volta ao mundo numa noite! À volta de palavras, à volta de viagens, à volta de livros. Experiências. Estórias relatadas na primeira pessoa. A Prosa, Douro D.O. C, reserva de 2006, enchia os copos de pura poesia.«Cor grenat, aromas a fruta madura vermelha e com um elegante toque a madeira. Encorpado com taninos elegantes e com um final de boca rico e prolongado». Prolongado foi o serão e o remate com um Vinho do Porto, vintage, de 1988!

Tudo tão bom! A companhia excelente! A mim, soube-me a vida!

16 Comments:

minha literatura agora-james. said...

Parabéns pela festança.Eu gosto muito de Portugal.Sem exagero,considero minha segunda pátria.Estive aí já duas vezes e nossa,como gostei;é um país lindo habitado por um povo muito simpático.Abraços.

Mar Arável said...

Sugiro da próxima

um moscatel roxo

na mesma companhia

menina limão said...

off topic: esqueci-me de fechar os comentários no post "parabéns, canalha!", algo que sempre foi minha intenção por ser dedicado a uma pessoa em particular. Por isso, vim avisar-te de que eliminarei essa caixa de comentários, garantindo-te primeiro de que não há ali nenhuma crítica ou ataque pessoal ou menosprezo pelo teu comentário. não desejo quaisquer mal-entendidos. ;)

(o Mar Arável também comentou e eu disse-lhe isto mesmo, eheh)

Marta said...

Um doce, esta menina limão ;)!!
agradeço o cuidado!mesmo!

Mar Arável: sugestão aceite! :)

Minha Literatura... Portugal é lindo...e o Brasil também :)aliás, muito. íssimo!

abraços

Woman Once a Bird said...

Minha linda, pelos vistos também por aí um fim de semana animado. :)

CA said...

que legal! oa taninos elegantes usavam gravata?

Marta said...

Não, CA! A elegância é algo que não precisa de acessórios :)

sonja valentina said...

e como sabem bem estas voltas ao mundo, à volta da mesa...
cá por casa temos o hábito de obrigar os amigos (estrangeiros) que nos visitam a cozinhar um prato típico lá da terrinha deles e depois lá nos calha a nós, dar a conhecer os paladares lusos noutras paragens...

Marta said...

Isso mesmo Sonja :)
O nosso amigo anfitrião fez o mesmo à Zaclis e à Sonia!
De outra forma, não haveria tão deliciosas caipirinhas, brigadeiros e torta mineira ;)

Anónimo said...

Oh Marta... que pena não poder ter estado.
Pela conversa, pela comida, pelo vinho, pelo porto de abrigo que é o afecto dos amigos. Por tudo.
Beijo,
Xana

Claudia Sousa Dias said...

Sentime-me uma privilegiada, uma favorita da Fortuna por ter sido incluída nos grupinho dos oito!

sobretudo naquele dia em partular.

um grande beijinho para ti e outro para o anfitrião.

com especial carinho para o gato dos olhos azuis.


csd

K said...

Em que "jornau" saiu a notícia deste caloroso encontro entre Brasil e "Portugau"?

Um beijo :-)

Marta said...

Xana, minha linda: nove, ficariam ainda melhor...à volta da mesa :)

CDS: nós é que ficamos a ganhar na tua companhia :)

K: o bom humor fica-te sempre tão bem :)

Zaclis said...

Querida Marta. Adorei cada instante daquela noite. Noite de farturas, principalmente de afetos. Certeza de que a partilha se estende ao coração, desde sempre, para sempre. Obrigada. Beijos.

adevidacomedia said...

Minha querida mana: portas abertas, sempre. A casa não é minha. É de quem, como vocês, me deixa habitá-la em comissão de serviço dos vossos afectos.
Um beijo grande, grande

Sonia Potrich said...

Olá Marta! Saudades de todos vocês, daquela noite maravilhosa regada a vinhos, caipirinhas, comidas, risadas e muitas conversas.
Vinho: Quinta do Panascal de 1989 que rendeu algumas risadas.
Caipirinha: então... essa foi por minha conta, por isso não vou comentar.
Comidas: o bacalhau da Marta e o prato do João - perdoe-me João, mas não lembro o nome e por último a Torta Mineira da Zaclis.
Risadas: a Marta consagrou-se como personagem principal naquela noite tornando-se a responsável pelas nossas gargalhadas.
Conversas: sobre tudo (política, economia, meio-ambiente, a história do jornal, ou melhor, PERIÓDICO, não é Pedro?! (rsrs), gírias brasileiras e portuguesas, livros, músicas, museus, filme, viagens, compras e lógico que não pôde ficar de fora da conversa o tal El Corte Inglês. Aliás, obrigada pela dica, Marta! haha

Marta... adorei tê-la conhecido! Você é uma pessoa sensacional!
Beijosssss aqui do Brasil. Sonia