sexta-feira, maio 8

Legenda


Nada garante que tu existas
Não acredito que tu existas
Só necessito que tu existas
David Mourão-Ferreira
imagem: Antonina

9 Comments:

São said...

David, por quem não morro de amores, tinha de vez em quando um golpe de asa.
Bom fim de semana.

PAS[Ç]SOS said...

É na inquietação da crença que nasce a necessidade.

nefertiti said...

Este poema é-me muito querido.

Funes, o memorioso said...

David, que até nem era muito mau escritor, tinha de vez em quando tendência para a mediocridade, como foi aqui o caso.
Paciência, acontece-nos a todos.

K said...

Com tão pouco pode-se dizer tudo...

Pedro Lopes said...

um gesto
em nada
que seja
do gesto
tudo
o nada
tudo

:-)

nada o garante
da existência
o ser
como
do ser
na existência
o ser

:-)

Dalaila said...

e é em mim que tu existes!

Ana Gomes said...

Um Poema Simples mas Forte...

Su said...

sempre DMF

jocas maradas..sempre