sexta-feira, maio 1

Dolce far niente ou a arte de não fazer nada










E no Dia do Trabalhador, a arte de não fazer nada. Assim se intitula um livro que alguém me ofereceu, há uns anos, quando eu era workaholic! Deixo-vos com as palavras deste pequeno e delicioso livro que me levou, também, a conhecer o trabalho da fotógrafa Erica Leonnard, autora destas belíssimas imagens. Não deixem de espreitar o site. Vale bem a pena.
[...] Se ao menos o tempo parasse só um bocadinho, para nos deixar saborear os momentos mais simples da vida. [...] A Arte de não fazer nada pode ajudar a abrandar esta corrida contra-relógio. [...] Um guia prático para o descanso e a descontracção conduz-nos a um mundo onde "ser" é mais atraente do que "fazer".
As fotografias de Erica Lennard permitem-nos celebrar a ociosidade em todas as suas formas tentadoras. [...] A arte de respirar, de meditar, de tomar banho, de escutar, de esperar, entre outras, dão-nos informações úteis sobre a melhor forma de assobiar, de permanecer no momento presente, de dormir a sesta, de curar uma constipação, ou de observar o pôr-do-sol. [...] Os textos do livro são de Veronique Vienne. [Bom fim-de-semana!]

6 Comments:

james p. said...

Lindas fotos.Parabéns.um abraço.

Anónimo said...

The sweetness of doing nothing!!!!
Adorei!

Mas não te terás enganado no verbo, cara amiga? Quando eras workaholic!????

Tens cá uma graça :-)

Beijo, cara linda

Claudia Sousa Dias said...

gosto muito e já fiquei com umas ideias giras a propósito de safás....


:-)))


CSD

Zaclis Veiga said...

As fotos são muito lindas. Gosto muito do trabalho da Erica. E o texto me grita para parar. Beijo, linda.

Su said...

excelentes fotos

bela escolha, a do excerto


jocas maradas.sempre

vaandando said...

belas fotos , e viva o 1 de Maio , e nos outros dias também o direito à preguiça!
As fotografias são bonitas !
Abraço

_____ JRMarto