sábado, maio 2

...é tudo tão verdade!


Mãe! Vem ouvir a minha cabeça a contar histórias ricas que ainda não viajei!

Traz tinta encarnada para escrever estas coisas!

Tinta cor de sangue encarnada, sangue verdadeiro, encarnado!

Mãe! Passa a tua mão pela minha cabeça!

Eu ainda não fiz viagens e a minha cabeça não se lembra senão de viagens!

Eu vou viajar. Tenho sede! Eu prometo saber viajar.

Quando eu voltar é para subir os degraus da tua casa, um por um.

Eu vou aprender de cor os degraus da nossa casa. Depois venho sentar-me ao teu lado.

Tu a coseres e eu a contar-te as minhas viagens, aquelas que eu viajei, tão parecidas com as que não viajei, escritas ambas com as mesmas palavras.

Mãe! Ata as tuas mãos às minhas e dá um nó-cego muito apertado!

Eu quero ser qualquer coisa da nossa casa. Como a mesa.

Eu também quero ter um feitio que sirva exactamente para a nossa casa, como a mesa.

Mãe! Passa a tua mão pela minha cabeça!

Quando passas a tua mão na minha cabeça é tudo tão verdade!


Almada Negreiros
[mãe. amo-te. tudo.tanto. infinitos íssimos.para sempre.és linda. muito minha. mãe]

11 Comments:

Claudia Sousa Dias said...

lindo!


csd

Fabricante de Sonhos said...

Um texto lindo e tão de verdade!

Adorei o blog!

Beijo meu...

Fabricante...

Sonia Potrich said...

Oi Marta, tudo bem?

Lindo post! Linda mensagem!
Ahhhh... acabei de fazer o meu blog. O pessoal me pediu e aqui está: http://soniapotrich.blogspot.com

Um beijão e tudo de bom!

K said...

Um poema, que por ser verdade, é para todas as mães!

Um beijo para a minha mãe!!!E, já agora, um para tua!

E outro para ti!

Paulo - Intemporal said...

Querida M___A___R___T___A___ ,,,

F
e
l
i
z

d_____i_____a

d
a

M__________Ã__________E

hoje e sempre.

íssimo.

Maria Velho said...

Marta(nome que eu adoro e que identifica a minha maternidade): até a imagem que escolheu foi a que eu escolhi. E qnts. gerações nos separarão? 2 pelos menos(acho eu!)
Um beijo numa filha que é todos dias de sua mãe.

Dalaila said...

à tua, à minha, à deles, às delas, a todas que ainda nem sequer deram conta, feliz dia!

Marta said...

Sónia! que boa surpresa :) Que bom ter notícias tuas! bjo

K. se não fosses tão querido, o que é que querias ser?

Querido Paulo: também te agradeço toda a paz! Sempre que passas. Sempre que regresso. Ao teu blog.

Querida Maria: que interessa as gerações a separarem-nos se nos unem as palavras, os gostos, os sentimentos, a vida?
Vou-lhe contar um segredo: uma das mulheres da minha vida, tem quase70 anos. às vezes,os mails que me envia, dão-me energia para o mês todo :) outros, dão-me energia para a vida toda! tal é o concentrado de vitaminas das suas palavras sábias!
um beijinho grande, Maria.

Dalila, linda: à tua! :)
com um sorriso imensoooooooooooooooooooooo!

sintam-se abraçados

Su said...

excelente escolha

beijos e jocas maradas

mfc said...

As Mães são absolutamente únicas... mas eu festejo o dia a 8 de Dezembro!
Burro velho não muda.

Zaclis Veiga said...

Muito lindo. Vou roubar. Beijos