sexta-feira, março 13

Não fui hoje, mas vou amanhã...

Sou suspeita! Não sei se concordarei, como alguns afirmam, que este é o seu projecto "egocêntrico". Sei apenas que Clint Eastwood tem contado histórias que me ficam sempre a dizer muito. E conta-as de uma forma - mesmo quando dói - muito bela! Million Dollar Baby, Sonhos Vencidos, como lhe chamaram por cá, foi um murro no estômago! Levei-o três vezes. Voluntariamente. Gran Torino chegou hoje. Não fui. Mas vou amanhã.

6 Comments:

PAS[Ç]SOS said...

...e eu, vou esperar, serenamente, para perceber se o disparo que sofrer irá trespassar para quem a lê.

Flipmora said...

O Clint Madeira de Leste é Grande. Também hei-de ir ver...

Anónimo said...

E tu és lá mulher de fechar o peito à dor!!!! Quanto mais de fugir com o estômago ao murro!

We love you! Tecedora de palavras... guerreira de olhar sereno! E de fogo também.
Somos nós, sim senhora:)

Dalaila said...

Eu gosto tanto de cinema, que acho que passava uma cena sentada a vê-los tods, aqueles que ainda não vi e tantos outros, que já passaram e nos marcaram, o Clint é um dos melhores realizadores de sempre, quando novinho giraço no western spagheti, agora com um ar duro, mas sempre tão ele, não vi,. mas vou ver, vou!

Marta said...

A minha vida está plena de nós!
Qual deles? os mesmo lá de baixo?
Dizem essas coisas para eu "babar" e depois eu não sei...é justo? :)

Anónimo said...

E o filme? É que me «quero sentar nos teus olhos para o ver»! E depois decidir se o verei.