quinta-feira, agosto 13


Para mim o

amor

fica-me justo


Eu só visto

a paixão

de corpo inteiro


Maria Teresa Horta in Poesia Reunida, p. 713, Dom Quixote, 2009
Desenho: Leila Pugnaloni

20 Comments:

Funes, o memorioso said...

Os desenhos de Leila Pugnaloni convencem-me. O poema (se que é que a estas frases sem sentido se pode chamar poema) de Maria Teresa Horta, não

Luz said...

Ainda que a maioria discorde, na minha humilde opinião o amor deve ser vestido de paixão e, desta forma nunca ficará justo, vestirá por inteiro o corpo a que se entrega e, se deixa entregar.

ElsaTL

alice said...

é curioso, sabes... já me passou pela cabeça que o amor devia chegar sempre em tamanho xxl... mas depois percebo que só as crianças são desse tamanho... um beijo, marta.

Maggie said...

Olá, Marta!

Tenho um selo especial para ti em "As Leituras da Maggie" (http://jornaldamaggie.blogspot.com/), ora vai lá ver.

Bjs

mfc said...

um post completo...

Zaclis Veiga said...

Quero o mais justo que houver
:)

vou fazer aulas com a Leila, acredita?
beijos

heretico said...

justamente...

excelente Natália.

beijos

Sofá Amarelo said...

Eu visto e calço o Amor de corpo inteiro e... a tempo inteiro....

Muitos beijinhos. Bom fim-de-semana!!!

Anónimo said...

Vês, MARTA, como eu tinha razão no meu comentário?
Fico contente por a teres encontrado!

Um beijo.

João Menéres.

Angélica Lins said...

Estar aqui em seu espaço é sempre algo profundamente encantador...

Bom fim de semana Marta.
Beijos com toda minha admiração.

São said...

Ora inda bem que encontro Maria teresa Horta na Net: finalmente!!

Os meus agradecimentos ...e parabéns pelo gosto.

Bom fim de semana.

Claudia Sousa Dias said...

eu também.
interior e exteriormente.

embora, por vezes, não pareça.



csd

elena said...

GOSTEI DO TEU BLOG :)

Maria Emília said...

Bem espirituoso riscos e palavras. Mas não é a minha medida.
Um beijinho,
Maria Emília

Funes, o memorioso said...

E por que não são a sua medida os riscos, Maria Emília?
Eu acho que a Marta recomenda aqui muita coisa olvidável. Mas os riscos da Leila são claramente uma excepção. Possuem uma propriedade muito rara: qualidade.

lupussignatus said...

dar largas

ao

corpo


[da imaginação]



*beijo*

Henrique ANTUNES FERREIRA said...

Para ti
Acabo de publicar na Travessa o textículo que segue, para teu conhecimento. Muito obrigado
Henrique

Tudo tem o seu fim
Antunes Ferreira
As coisas são o que são. Encaminho-me a passos largos para aquilo que penso seja o final desta aventura blogueira. No cabeçalho (um desenho do meu filho mais velho, o Miguel, quando tinha 21 anos e era estudante de Economia e representa a vista da nossa antiga casa na Lapa) coloquei o lema: «Um blogue de todos para todos». Muito satisfeito.

Habituei-me (quiçá mal) a ter bastantes visitantes, bastantes cumentadores (com o) e foram chegando uns quantos contribuidores, de muita qualidade, que engrossaram o Timão. E, sem jactâncias, pensava ter um destes dias, mais alguns. Os (per)seguidores foram igualmente aumentando. A todos os que referi se deveu a aceitação que A Minha Travessa se me afigura que teve.

Mas, já não tem. Os visitantes são menos, os cumentários (com o) menos são, alguns colaboradores vão espaçando mais os seus textos. Mas, mesmo assim a esmagadora maioria deles continua fiel. Bem hajam. A dado momento – e face a intromissões que não me pareceram civilizadas – tive de adoptar o regime de moderação. Possivelmente isso abalou muita gente.

Diz-se que estamos no período de férias e que tal leva a que se frequente menos a Travessa. É uma boa tentativa de justificação destas ausências… Aceito – mas não me chega. Por mim, adoro escrever (além do prazer, quase sempre ganhei a vida honestamente a fazê-lo) e estou seguro de que os que escrevem para este blogue, também gostam da escrita. E, sobretudo por eles, temos sido o que somos. Repito aqui e agora o meu sentido muito obrigado.

Mas, também adoro que me leiam. Senão – para quê escrever, ainda que não muito bem?... Não penso que seja preciso dizer que não é narcisismo confessa-lo. Porém, faço-o sem pudor nem reservas, nem arroubos de prima dona. Muito menos com intenções «chantagistas»: se não me lerem, vou-me embora, etc. e tal.

Aqui fica este desabafo para todos os que o quiserem ler e interpretar. Não será difícil, não sou a Pitonisa de Delfos, não é necessário que leiam o que vos confessei com recurso aos fumos de enxofre.

Quando decidir correr os taipais – também não se trata de ameaça… - o que penso que não vem longe, antes pelo contrário, despedir-me-ei de todos; sem aviso prévio. Porque este textículo já o é.

sonja valentina said...

amor e paixão, bem justos! de corpo e alma, inteiros.
de agasalho carinho e muita compreensão...

entremares said...

Hum... no amor ( como em tudo ) eu diria:

Diz-me que número usas... dir-te-ei como és...

O amor, como a paixão... quere-se enorme. Afinal de contas... têm sempre que caber dois, não é?

Beijos.
Rolando

貝殼戀語 said...

HI:nice to meet you!
這裡提供一個生活食衣住行的分享平台,歡迎參觀與指教,thanks!
美食資訊:
蛋糕,彌月蛋糕,乳酪蛋糕
巧克力,chocolate,巧克力蛋糕
住宿資訊:
MOTEL,汽車旅館,台中住宿
日韓服飾:
日系服飾,服飾批發,流行服飾
看護資訊:
看護,居家看護,看護中心
看護,居家看護,看護中心
看護,居家看護,看護中心
法拍資訊:
法拍屋,法拍屋,法拍
汽車百貨:
大樓隔熱紙,汽車隔熱紙,隔熱紙
保健資訊:
保健食品,樟芝,納豆
婚姻仲介:
外籍新娘,外籍新娘,外籍新娘
大陸新娘,大陸新娘,大陸新娘
越南新娘,越南新娘,越南新娘
寵物飼養:
柴犬,拳師犬,哈士奇
居家生活:
室內設計,室內設計作品,歐化廚具
系統櫃,系統傢俱,傢俱,裝潢,廚具工廠