terça-feira, agosto 25

a ver se alguém me ouve

Eu também não, D. Duarte! Mas esta manhã, está a ser difícil... É que ninguém me escuta, percebem? Vou ter de falar muito baixinho...a ver se alguém me ouve!


[enfim, desabafos na hora de almoço...e eu li o jornal, a entrevista e sei que D. Duarte não se refere à escuta a que eu me refiro ;)ok. estamos esclarecidos!]

2 Comments:

Funes, o memorioso said...

Pois eu não quero que as minhas declarações privadas sejam escutadas. E considero de uma imbecilidade absolutamente irresponsável e cretina as afirmações do pretendente. Só o facto de as ter proferido desqualificam-no para ser pretendente a qualquer cargo público que envolva um módico de responsabilidade.

sonja valentina said...

eu resolveria isso de forma diferente... dois gritos e um murro na mesa e teriam que me ouvir, desse lá por onde desse!

feitios... =))