quarta-feira, novembro 3

Vais ver como telefono


Só ainda não tinha telefonado porque não tinha encontrado uma cabine vermelha. Os bolsos cheios de moedas e cada moeda ao ritmo de um sinal ténue capaz de interromper o mundo. A cabine cheia de ar, o dedo a desenhar arabescos nos vidros embaciados. Vais ver como telefono. É só encontrar uma cabine vermelha e telefono.

5 Comments:

Anónimo said...

Fico à espera...
MB

Marta said...

Maria Benedita, foste má, agora :)

João Menéres said...

Eu também SOU MAU...


Mas o texto é ímpar de beleza !!!


Um beijo, MARTA.

Anónimo said...

Ainda esta noite mandarei pintar as cabines telefónicas do Porto de vermelho, de 100 em 100 metros.
xxx

Funes, o memorioso said...

Azar o seu. Quando encontrar a dita cabine vai descobrir que, por falta de manutenção nos últimos seis anos, ela não funciona. Os vadios vandalizaram-na. O melhor é não inventar desculpas esfarrapadas e usar mesmo o telemóvel.