domingo, novembro 21

A insustentável leveza do ser



[o filme onde "conheci" Juliette Binoche]

6 Comments:

sem-se-ver said...

eu foi uns anos antes, com o rendez-vous do téchiné.

(adoro esta mulher)

Carlos Azevedo said...

A belíssima e intrigante Binoche, uma das mais belas mulheres do cinema - as maçãs do rosto, o olhar... [suspiro]

sem-se-ver said...

e a simplicidade, carlos. a simplicidade.

Marta said...

isso isso a simplicidade e as maças do rosto :) :) :)

Claudia Sousa Dias said...

tudo isso. Também a conheci neste filme.

Carlos Azevedo said...

Sim, sim, absolutamente de acordo: também a simplicidade.