sexta-feira, novembro 12

Guimarães Jazz

[...] «No primeiro sábado do festival (13 de Novembro) propõe-se a reunião em palco de três dos grandes saxofonistas vivos numa formação denominada “Saxophone Summit”: Dave Liebman, Joe Lovano e Ravi Coltrane. Estamos perante músicos representativos de, simultaneamente, três gerações e três diferentes escolas e formas de abordagem do saxofone, algo que permite a exploração de contrastes e diferenças de sonoridade que coexistem num mesmo instrumento.
No dia seguinte (14 de Novembro) apresenta-se, numa linha de continuidade em relação às edições anteriores e pelo quinto ano consecutivo, o Projecto Guimarães Jazz/TOAP 2010, que desta vez é constituído por Julian Argüelles (saxofone), Mário Laginha (piano), André Fernandes (guitarra), Nelson Cascais (contrabaixo) e Marco Cavaleiro (bateria). Seguindo o modelo adoptado, esta formação preparará um concerto com composições originais que será gravado e posteriormente registado numa edição discográfica, estando previsto, como habitualmente, o seu lançamento na edição do Guimarães Jazz de 2011.
As jam sessions e a semana de workshops serão dirigidas pelo importante grupo “The Story”, que se apresentarão também em concerto do dia 17 de Novembro. Este é um quinteto formado por jovens músicos em ascensão de Nova Iorque (Samir Zarif e Lars Dietrich no saxofone, John Escreet no piano, Zack Lober no contrabaixo e Greg Ritchie na bateria) com carreiras individuais relevantes acompanhando músicos reconhecidos e que mantém este colectivo no qual desenvolvem um jazz muito actual com influências muito diversificadas, desde as correntes mais tradicionais do jazz ao minimalismo e à música erudita contemporânea.
Para o dia 18 de Novembro está reservado um dos momentos mais intensos deste festival, com a apresentação do “New Quartet” do saxofonista Charles Lloyd, um músico que dispensa qualquer apresentação e cuja obra e percurso se afirmam e distinguem por si próprios. Neste concerto faz-se acompanhar de uma formação que o acompanha há já algum tempo, destacando-se pela suprema qualidade dos seus intervenientes: Jason Moran (piano), Reuben Rogers (contrabaixo) e Eric Harland (bateria).»
Fonte: AQUI

4 Comments:

Carlos Azevedo said...

Fiquei desiludido com o programa deste ano. Para (me) compensar, fui às compras e vim carregado: os novos CD da Cassandra Wilson (compra!) e da Lizz Wright (mais soul do que jazz, mas, ainda assim, compra!); uma caixa com as gravações completas do Bill Evans no Village Vanguard, em 1961; uma reedição de um clássico da Anita O'Day; e, last but not least, via Amazon, uns quantos da Jackie Ryan (estavam a preços imbatíveis, e eu sou fraco).

Marta said...

ah não perderes esse saco de compras, num ´lugar que eu cá sei :)
está visto! fraquezas musicais, desta vez!!!!
tu e as fraquezas :) :)

Carlos Azevedo said...

Sim, Marta, é verdade - sou um fraco! ;)
God bless me!!! :D

(Estas, pelo menos, não engordam...)

Anónimo said...

E lá estarás, como manda a tradição!!!
Cris