sábado, janeiro 2

sei a clareza dos teus gestos


[...] sei a clareza dos teus gestos, a eternidade do indizível,
mas não te sei inventar sem ritmo, sem pulso, sem toque.
para saber se o mundo se acende; para saber se o desejo é breve,
preciso de saber como são os teus dias.
como são os teus dias, a tua dor contra o meu peito?
[...]

imagem: Leila Pugnaloni

6 Comments:

PAS[Ç]SOS said...

Nos dias em que os peitos se satisfazem no escoar da dor, acendem-se em gestos, que as palavras não descrevem, os desejos que ainda que breves se eternizam num toque adivinhado e ansiado.

Anónimo said...

Caramba!
Leigo

João Menéres said...

Se o desenho da LEILA é óptimo, a tua mensagem é excelente.

Um beijo de FELIZ ANO NOVO.

Anónimo said...

Obrigada Marta por nos revelar desenhos tão fabulosos. Fiquei encantada com o blog da artista.

Maria da Conceição Cunha,
Guimarães

Leila Pugnaloni said...

OI, Marta:
Passei para lhe dizer:
seu texto no meu desenho ficou perfeito.beijinhos brasileirinhos

Anónimo said...

Oi Marta,
Muito inspirado o texto para o desenho da Leila, lindo!

Legal o seu blog. Vou visitá-lo sempre.

Abraço
Karina Marques