sábado, junho 6

Caderno de emoções

Veio do outro lado do mar, este caderno à flor da pele. Tem o meu nome e, dentro, tem palavras que me comoveram. Muitíssimo. E tem uma receita: Torta Mineira. Para servir gelada. E tem outra receita: Emoções em Estado Puro. Para servir quente.
É um dos lados visíveis de uma amizade que começou à mesa.
Fez-se de uma noite, uma vida inteira. Num ápice. As cumplicidades tomaram a vez do tempo.
Raras vezes acontece assim: a empatia é tal; as afinidades são tantas que fazem acontecer. Coisas boas. Fortes. Importantes. Únicas. A amizade. Ou a outra fórmula. A que não sobrevive à distância. A que não abdica do toque: o amor.
Querida Zaclis, quanto conseguir articular melhor o que sinto, eu venho aqui dizer-to. Como se fosse um segredo para o mundo escutar. Para já, estou tomada pelo “emocionês”. Uma linguagem de difícil expressão escrita, quando não temos à frente a pessoa que, no momento, queremos muito abraçar.

Mais detalhes aqui, no blog do culpado...
imagem: Zaclis, a fotógrafa que também vê com as mãos...

12 Comments:

Anónimo said...

A amizade é uma coisa linda e parabéns a todos por tantas emoções. A Zaclis fez dois cadernos muito bonitos e o do gato está muito engraçado.PARABÉNS!


PS.O "emocionês", Martá é a tua linguagem, como naquela história que escreveste :) e o teu blog está cada vez mais e mais parecido contigo.

beijinhos
Cristina M.

acutilante - frank verlag said...

Pois.....mas o afecto está lá mesmo em "emocionês".

heretico said...

"emocionês" é uma palavra muito sugestiva. vou adoptá-la...

beijo

C. said...

Bonita essa ternura que faz cadernos de afectos. Parabéns a quem constrói pontes asim.:)

sonja valentina said...

reconfortam a alma estes pequenos mimos...
muito. inssímo. pois é?

beijinho!!!

Su said...

Raras vezes acontece assim: a empatia é tal; as afinidades são tantas que fazem acontecer. Coisas boas. Fortes. Importantes. Únicas. A amizade.

é isso mesmo

que bom esse sentir

jocas maradas

Zaclis Veiga said...

Por ser das imagens, as palavras sempre me fogem nas principais horas.
Fico num uga-buga incompreensível.
Portanto, vou simplificar: obrigada pelas palavras e pelos sentimentos partilhados.
beijo

Carlos Azevedo said...

Sem qualquer ironia: a amizade é bela!

Dalaila said...

a amizde que se deixa, tu deixas rastos nas pessoas

Susana said...

Olá Marta!
Estou a passar por aqui para a relembrar que ainda não enviou o texto e imagens para a blogagem colectiva Aldeia da Minha vida( era até hoje).
O e-mail é: aminhaldeia@sapo.pt

E não se esqueça de postar o seu texto no seu blogue amanhã!

Participa blogando no www.aldeiadaminhavida.blogspot.com

Estou a aguardar por si!

Abraço, Susana

Tucha said...

Pois é exercite o emocionez a seu favor , quente. pura, gelada... e adicione a amizade e os afetos.

Mafalda Branco said...

Olá Marta!
Venho retribuir a visita! :)) Obrigada, só foi pena o comentário ter ficado noutro post, mas não faz mal, foi do encantamento com o fogãozinho! :))
Gosto muito deste espaço, cheio de "emocionês" (também falo essa língua, como deve ter reparado no meu blog :)), e também o descobri através da Maggie. :)
Um beijinho e tudo de bom! Vamo-nos encontrando por aqui! :)