terça-feira, julho 7

Resmas de poetas

Festa da Poesia Lusófana. Chama-se, assim, o encontro de resmas de poetas. Poetas por todo o lado. Em língua portuguesa. Na Casa de Camilo. Em Vila Nova de Famalicão.
As inscrições são até hoje! Na sexta,à noite, há um recital de poesia. Eu gostava de ir. A ver vamos.

Nota:[é que eu tenho aqui dois mails sobre No Silêncio de Deus, da Patrícia Reis,capazes de mudar planos...falaremos mais logo, depois de alguns telefonemas. Basicamente é o destino de uma abrótea de 2 kg que está em causa!]

3 Comments:

Anónimo said...

Marta,
Se fores 6ª à noite, diz.
Sou capaz de ir contigo...
Bjs
MB

Funes, o memorioso said...

Poesia lusófona? O que é isso?
A poesia é poesia. Ponto final.
E os poetas deviam ser todos mortos. Para depois fazerem parte do mesmo clube, o clube dos poetas mortos.

Teresa said...

Portuguesia. Poesia lusófona. O som da língua portuguesa em novos ritmos e com novos sabores. Gostava bem de ir mas é muito longe para mim.
Beijinhos