quarta-feira, março 9

Jornadas da Biologia da Conservação

«Diversos fenómenos ambientais como o aquecimento global, a emissão de poluentes, o abandono agrícola ou a desertificação, têm vindo a ser apontados como os principais responsáveis pela perda de biodiversidade e diminuição das populações de algumas espécies.
Neste contexto, a Biologia da Conservação é um ramo da Biologia que tem como principal objectivo manter os níveis de biodiversidade. Estudando a ecologia das populações das espécies ameaçadas e apontando as principais ameaças, propõe medidas de gestão de forma a inverter as actuais tendências de decréscimo.
Através das Jornadas de Biologia da Conservação, a ALDEIA pretende reunir especialistas portugueses e estrangeiros e todos os interessados nesta temática, para fomentar a partilha de informação e conhecimentos, lançando novas metas e propostas de trabalho futuro.
As Jornadas da Biologia da Conservação iniciaram-se em 2005 em Bragança como uma introdução à temática, em 2008 em Macedo de Cavaleiros com o tema da recuperação de aves Rupícolas, em 2009 em Seia com o tema Biótopos de montanha e em 2010 em Campo Maior enquadrada no Ano Internacional da Biodiversidade, tendo sempre uma boa receptividade e participação por parte do público.
Nesta 5ª edição, fazendo o enquadramento no Ano Internacional das Florestas, serão abordados diversos temas relacionados com a conservação, a sustentabilidade e a importância das Florestas na Conservação da Natureza sob diferentes pontos de vista, conceitos e relevâncias».
Mais informações é só espreitar pelo buraco da fechadura.

0 Comments: