quinta-feira, outubro 27

Harold Edgerton - fragmentos de tempo


Lá dentro estava muitíssimo agradável. Lá fora é que nem tanto, apesar do jardim [botânico] extraordinário que a circunda. A Casa Andresen, no Porto, é sempre, faça chuva ou faça sol, um excelente destino.
E para além da exposição da Armanda Passos,  há um outra exposição, no piso de cima, que vale a pena visitar:" Harold Edgerton - fragmentos de tempo". Fotógrafo e cientista, Harold Edgerton, é o pioneiro da fotografia de alta velocidade. Aqui e ali, imagens icónicas, cheias de movimento, velocidade e luz.


«A exposição conta com 58 obras inéditas que simbolizam, acima de tudo, o "avanço científico" e o "interesse estético de Harold pela fotografia". É possível ver obras como o "O Vidro Blindado Quebrando-se", onde se observa um vidro a estilhaçar-se por completo a uma velocidade de quase quilómetro e meio por segundo ou "Gussie Moran, Serviço de Ténis Multiflash", no qual Harold captou cerca de 20 flashes por segundo.» Fonte deste excerto aqui



[Obrigada JD pela companhia. Gostei muito :)]


0 Comments: