sexta-feira, outubro 9

II edição da comunidade de leitores Almedina

clicar na imagem para ver a agenda

«Portugal morreu? Em que sentido? É este o ponto de partida para a primeira das sessões da segunda série da Comunidade de Leitores da Livraria Almedina, do Arrábida Shopping
Começa hoje, às 17 horas, e o mote da tertúlia - A Morte de Portugal - é dado pelo título de um livro do escritor Miguel Real. O autor estará presente na próxima sessão, dia 31.
«Como há tempos se escreveu na Imprensa, o livro de Miguel Real faz o diagnóstico “do Portugal forjado nos seus pesados complexos. Da riqueza à pobreza, da euforia à depressão, dos senhores de um império a europeus de periferia. Uma visão sobre o fim de um certo país.”. Um bom tema, portanto, para debater entre períodos eleitorais…
Miguel Real é o pseudónimo do professor e escritor Luís Martins. Nascido em Lisboa, em 1953, tornou-se sintrense por adopção. É licenciado em Filosofia e Mestre em Estudos Portugueses com uma tese sobre Eduardo Lourenço. A sua extensa obra abrange o ensaio, o romance e o teatro – este último em colaboração com Filomena Oliveira – e já foi galardoada com diversos prémios:
1979 – Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB com O Outro e o Mesmo;
1995 – Prémio Revelação de Ensaio Literário da APE, para Portugal – Ser e Representação;
2000 – Prémio LER/Círculo de Leitores para A Visão de Túndalo por Eça de Queirós;
2005 – Prémio Fernando Namora da Sociedade Estoril Sol para A Voz da Terra.
Uma bolsa do programa “Criar Lusofonia” do Centro Nacional de Cultura, permitiu-lhe seguir, em 2001, o itinerário do Padre António Vieira pelo Brasil, do qual resultou um diário e material para o romance O Sal da Terra, cuja publicação, em simultâneo com o ensaio O Padre António Vieira e a Cultura Portuguesa, coincidiu com a comemoração dos 500 anos do nascimento do jesuíta luso-brasileiro, em 2008.
Para além de escritor, especialista em cultura portuguesa e crítico literário, Miguel Real é professor de Filosofia na Escola Secundária de Mem Martins e membro, desde sempre, da equipa da biblioteca.
Tem publicadas várias obras, entre as quais “A Morte de Portugal” (Campo das Letras), “O Último Negreiro” (Quidnovi) e “A Ministra” (Quidnovi).
imagem: Almedina

2 Comments:

Claudia Sousa Dias said...

foi arrebtador Marta!

nunca vi um debate tão caloroso e com participação tão equilibrada por parte de todos os membros, onde até os iniciantes falaram, ainda que um pouco timidamente.

estão todos de parabéns, a começar pelo Miguel.


;-)


csd

Anónimo said...

Teria ido ver se me avisasses...
Sabes que não sei escrever, foi por isso!!!
É programa de que realmente gosto.
Espero que te lembres de mim para a "próxima"...