quinta-feira, outubro 8

Coração independente


Foi por vontade de Deus

que eu vivo nesta ansiedade.

Que todos os ais são meus,

Que é toda minha a saudade.

Foi por vontade de Deus.

Que estranha forma de vida

tem este meu coração:

vive de forma perdida;

Quem lhe daria o condão?

Que estranha forma de vida.

Coração independente,

coração que não comando:

vive perdido entre a gente,

teimosamente sangrando,

coração independente.

Eu não te acompanho mais:

para, deixa de bater.

Se não sabes aonde vais,

porque teimas em correr,

eu não te acompanho mais.
Amália Rodrigues/Alfredo Duarte
imagem: coração independente, Joana Vasconcelos

13 Comments:

João Menéres said...

MARTA

Excelente a tua homenagem à SENHORA DO FADO!

Beijo.

Paulo said...

O fado já era bonito, com a peça de Joana Vasconcelos faz um conjunto perfeito. Excelente. Parabéns.
Marta, há um "selito" no Marcas à espera de ser recolhido:):)

São said...

Excelente esta sua homenagem a quem cantou o fado com alma e autenticidade.

Tudo de bom.

Voar sem Hasas said...

MARTA

Amo este fado.... quão magnifico é o património que Amália nos deixou.

Joana, o teu coração de Viana ficou lindo.

beijos doces

Claudia Sousa Dias said...

lindo poema.

voz de filigrana vermelha...

linda foto.

pabéns pelo bom gosto, Marta.


csd

Anónimo said...

Que belo coração, Marta.

ENORME,ABERTO,INDEPENDENTE.

É o teu?

Leigo

sonja valentina said...

coração independente... e apesar disso, como se fosse possível não acompanhá-lo mais.
excelente homenagem! gostei!!!

TERESA SANTOS said...

Martita,

Tens um Abraço no meu blog.

Beijinho bom fim-de-semana.

Dalaila said...

e esse sim éum caroção que bate e bate forte

Zaclis Veiga said...

Que lindo.
Bom seria se os corações fossem comandáveis...

O meu, além de ser dono do próprio nariz, fica muito perto do pulmão sinto a dor da saudade a cada respiração.
:)

Ana said...

Passei só para deixar uma palavrinha já que não recomecei ainda com os postes.
Belíssimo poema este, Marta.

Não tenho estado em férias.
Existem problemas graves de saúde lá por casa, que não me deixam tempo nem cabeça para escrever.

Beijinho

Anónimo said...

Esta noite "AMÁLIA HOJE" no Coliseu do Porto

Gostava de ir...

http://www.coliseudoporto.pt/net/desenvEvento.aspx?c=481&a=1793

MB

Patti said...

É magnífica a obra e a originalidade da Joana, a condizer com Amália.