quinta-feira, agosto 12

não disse, pois não?


eu já vos disse que ando apaixonada por um livro de poesia? que me ofereceram o CD Graffti e um girassol? que o meu mano me fez uma festa surpresa e que eu o amo tanto tanto que não é surpresa para ninguém? que quem tem amigos como eu tenho não precisa de nenhum documento de identificação nem sequer de passaporte? que a qualquer momento morro de saudades apesar de isso já não se usar? já vos disse que comecei a escrever uma declaração de amor aos Sagitários? e que me comovi a olhar para um red fish congelado? e que encontrei um amigo dos tempos da universidade que me disse que eu estava igualzinha, após 15 anos? e que por isso descobri que existe uma espécie de convenção piedosa entre os amigos do tempo da faculdade que ficam sem se ver há anos? e que tenho mais três pares de brincos novos? e que à porta de minha casa se encontra estacionado um taxi inglês? e que acho graça ao ar blasé do meu novo vizinho? e que no vaso lá de casa para além da Maria Castanha, habita mais uma borboleta?e que o Homem Aranha, quando ninguém vê, faz legos do Darth Vader? e que este mês de Agosto me parece um deserto? e que ando estupidamente cansada apesar de adorar o que faço? e que tenho sonhado várias vezes com o fundo do mar? e que quando acordo me espanto por ainda não ter morrido de saudades? não disse, pois não?
eu não vos tenho dito nada. desculpem.

6 Comments:

Mafalda Branco said...

Oh, Martinha!... Tu dizes sempre tanto, tanto!! Mas foi bom saber estas cusquices todas! :))) Estou a brincar. Sabes que às vezes também me emociono a olhar para coisas tão simples e talvez ridículas (dirão alguns) como um red fish? Não literalmente, porque é um peixe de que não gosto muito, mas para outras coisas do género... :)
Linda és tu e a tua alma! Por isso diz mais coisas, sempre!

Beijinhos!
Mafalda

K said...

Estás desculpada! Pelo tanto que és!!

Beijo

Carlos Azevedo said...

«e que quando acordo me espanto por ainda não ter morrido de saudades?»

Isso passa, Marta. Se não passar, começa, progressivamente, a doer menos.
Beijos.

Anónimo said...

Marta, Marta eu gosto tanto de ti.
E fiquei tão preocupada contigo quando li aquilo do redfish.
Sabes que aquilo dito assim pode afastar as pessoas que não te conhecem, eu se fosse a ti amiga explicava melhor :) :) :) :) :)
BEIJOSSSSSSSSSSSS

PAS[Ç]SOS said...

... contudo, quando diz... é TANTO!!!

Poetic GIRL said...

Acho que nos acabas-te de dizer muito! beijo grande