quarta-feira, maio 19

Descobertas


há dias que guardamos na memória do coração
assim,
como quem protege um piano.
depois, um dia, descobrimos que outros, tão perto, o guardaram também.
noutro tom. noutra idade. noutra música. noutra tela.
o mesmo dia.
[obrigada, Hélder M.]

2 Comments:

Maria Regina said...

Realmente é muito bom saber que estamos também no coração de outras pessoas, assim como ela moram em nossas lembranças...
Um abraço

Helder Magalhaes said...

:)

E o que eu gostei de descobrir isto agora...

Beijossssss, do
Helder M.