terça-feira, novembro 10

lista de pensamentos II

  • gosto de Lisboa. da luz de Lisboa. gosto de a visitar amiúde, como quem visita um parente afastado mas muito querido, que tem sempre coisas novas para nos contar. e vir embora já a pensar no regresso. e regressar já com a próxima viagem na agenda.

  • não contem a ninguém. ainda não tinha ido ao Oceanário. e fiquei encantada. um pedaço de todos os oceanos, ali à mão e aos olhos. descer às profundezas sem fato de mergulho. um privilégio. o peixe Lua, enorme, feio, feio, a fazer caretas pequeninas, muito devagar. as estrelas do mar quietas e os cardumes como se fossem bandos. um mundo silencioso e azul. com poemas da Sophia à volta. perfeito.

  • tenho um amigo que sonha dormir no Oceanário com os tubarões. mas não pode, porque não tem filhos, nem sobrinhos e acha injusto pedir uma criança "emprestada" a um amigo...para poder lá ir dormir num saco cama. se olhassem para ele, quando ele olha para os tubarões, os senhores do Oceanário percebiam, de imediato, que ele é apenas uma criança que cresceu depressa de mais.

  • os 3 corações da Joana Vasconcelos, juntos, numa sala do CCB, no âmbito da exposição "Amália Coração Independente" são um feito. não sei qual deles pulsa mais forte. lindos. fotografias, vestidos, jóias, cartas, discos... a vida de Amália numa exposição a não perder. quando regressar, verei o núcleo que está no Museu da Electricidade. era segunda-feira e estava fechado. [sempre que vou ao CCB custa-me a acreditar que houve vozes contra e, se bem me lembro, diziam que o edifício chocava com os Jerónimos. pois, cá por mim, as duas arquitecturas co-habitam lindamente a paisagem. sempre achei isso].

  • por muito extraordinárias e práticas que sejam as agendas electrónicas, eu não passo sem uma de papel. já tenho a que vai contar os meus dias em 2010. linda de morrer e muito independente, muito coração. uma edição da Oficina do Livro.

  • não perdi o encerramento do Festival de Banda Desenhada. Amadora BD. Magnífico. Vinte anos extraordinários, um património de afectos numa exposição comissariada por Cristina Gouveia. e muitas outras exposições e iniciativas a que voltarei, aqui. até a uma fotografia com o "meu" Asterix tive direito :) Estão de parabéns. O Nelson Donas e toda a equipa.

  • no dia em que se assinalou a queda do Muro de Berlim, lá fui eu até Cascais. à Casa da Histórias. sem GPS, como sempre. e desta vez, o gosto de abrir a janela e perguntar - para a Casa das Histórias, por favor - foi ainda maior. pareceu-me viver num país encantado e ter à minha espera uma fada ou outro ser, assim, mágico. e tinha. a imagética de Paula Rego. em quadros e gravuras. o que eu gostei das gravuras. e de um quadro que se chama "Circo Ambulante".

  • estou com saudades dos meus sobrinhos. muitas.

  • descobri, no Amadora BD um planeta novo. [para mim] chama-se Planeta Tangerina. comprei 7 livros. e já os li. e vou ler outra e outra vez. estou absolutamente fascinada. e os meus sobrinhos vão ficar :)

  • estou em mudanças. por isso não tenho tido o tempo que gostava para a blogosfera. é que não mudei apenas de emprego; estou também a mudar de vida. opções. estou feliz mas enquanto não passo a pasta, é complicado. muitas coisas. ano novo, vida nova. mas isto tem de estabilizar depressa. antes do fim do ano. está uma aposta, elevada, em jogo :) a minha amiga Xana que o diga :)

  • agora, o mais importante: a Alexandra, filha dos meus queridos amigos Dalila e Ricardo está a recuperar muito bem. lá mais para a frente darei notícias sobre este "novo mundo" que nos tem apertado o coração mas que também nos tem feito sorrir e descobrir muitas coisas extraordinárias. a admiração que sinto pelos meus amigos estende-se a todos os pais que têm bebés prematuros. e a todos os médicos e funcionários que trabalham na Neonatologia.

imagem: do meu telemóvel

12 Comments:

Funes, o memorioso said...

O oceanário é um lugar horrível. Cheira a peixe.

Marta said...

para a próxima prof. Funes - se a houver - leve uma mola no nariz...

Carlos Azevedo said...

Estive há umas semanas na Casa das Histórias. Entra-se, de facto, no universo da Paula Rego. Claro que há quem não goste, mas eu gostei. Muito.

(Já acompanhei casos próximos de pessoas que tiveram bebés prematuros ou com problemas de saúde. É muitíssimo complicado. Faço votos para que corra tudo bem.)

Claudia Sousa Dias said...

que delícia de crónica.

aqui, www.rendez-vous-areabie.blogspot.com

tens uma sobre o s.martinho e as castanhas

beijos

csd

Vera said...

A Casa das Histórias é fantástica.
A Planeta Tangerina é um Must.
Ainda estou à espera que alguém me ofereça o livro Mãe. É muito bom :-)
Beijos

Marta said...

Sabes Carlos, eu também gostei. Principalmente porque fiquei a conhecer um pouco melhor o percurso de Paula Rego, essa SENHORA que derruba muros à pincelada :) muros de outra argamassa mas muros...e obrigada pelas tuas palavras.

CDS: não é uma crónica, mas não tem mal nenhum :) :) :)

Marta said...

pois é Vera, o livro Mãe é muito bom; tal como o do Pai. O da Mãe comprei-o para oferecer a 3 mães que vão adorar. estou certa disso!

gostei tanto, tanto do "pai sofá" :) que nem sei como não trouxe a ilustração debaixo do braço, lá do stand do Amadora BD.


e sim, a Casa da Histórias é muito bonita e funcional e encantada.

estes dias por Lisboa foram muito bem aproveitados :) já para não falar em restaurantes e NOS AMIGOS que lá tenho :)

Anónimo said...

Antes do fim do ano?! Bem antes do fim do ano!!!
Dias, só faltam dias! Olha que tenho testemunha!
Qual é a dúvida sobre quem vai ganhar a aposta?!
Beijo,
Xana:)

Dalaila said...

Nós é que temos amigos que nos repletam o coração, e que nos afagam as lagrimas, a tua casa mora dentro de mim, e numa das semanas mais dificeis da minha vida, senti-me quente porque vocês estiveram sempre.

A Alexandra, a nossa pequena guerreira vai um dia descobrir que há pessoas que cuidaram dela em pequenina, de uma forma tão terna, tão meiga, e que ciudam também dos meus, assim agradeço ao serviço de neonatologia do Hospital de S. João, por tudo.

Zaclis Veiga said...

Fico feliz por tua felicidade, por conta da Alexandra e pela novidade que virá.
saudade

Zaclis Veiga said...

Queria tanto ter estado contigo em Lisboa.
Eu não conheço o oceanário! :( acredita!?
Acho tão injusto estar tão longe.
Preciso resolver isso.

sonja valentina said...

parabéns pelas mudanças! fazem sempre bem e chega uma altura em que não dá para adiar mais...
novos desafios e outros "horizontes" são sempre bem vindos!
=))
beijinhos.