segunda-feira, abril 18

Use o poema para elaborar uma estratégia



Use o poema para elaborar uma estratégia

de sobrevivência no mapa da sua vida. Recorra

aos dispositivos da imagem, sabendo que

ela lhe dará um acesso rápido aos recursos

da sua alma. Evite os atolamentos

da tristeza, e acenda a luz que lhe irá trazer

uma futura manhã quando o seu tempo

se estiver a esgotar. Se precisar de

substituir os sentimentos cansados

da existência, reinstale o desejo

no painel do corpo, e imprima os sentidos

em cada nova palavra. Não precisa

de dominar todos os requisitos do sistema:

limite-se a avançar pelo visor da memória,

procurando a ajuda que lhe permita sair

do bloqueio. Escolha uma superfície

plana: e deslize o seu olhar pelo

estuário da estrofe, para que ele empurre

a corrente das emoções até à foz. Verifique

então se todas as opções estão disponíveis: e

descubra a data e a hora em que o sonho

se converte em realidade, para que poema

e vida coincidam.


Nuno Júdice

4 Comments:

josé luís said...

assim não vale!!
o "guia de conceitos básicos" ia aparecer no poedia amanhã ou depois!
não há quem tenha mão nisto?!
:)

Marta said...

:)))
...eu sempre pensei que a minha bola de cristal estivesse avariada, mas afinal...;)

Funes, o memorioso said...

Seguramente, um poema a merecer destaque em qualquer museu Tussauds dos horrores literários. Por muito que alguém se esforce, é dificílimo conseguir escrever aberração maior do que esta.

Marta said...

Prof. Funes,

vá comer amêndoas! de Páscoa...

apre!