domingo, setembro 9

Ventelas






No verão com cascas de eucalipto

e sumo de amoras construías



uma ventela colorida Com os

outros miúdos corrias depois



...pela tarde fora Continuas a correr

em sonhos agora com uma ventela



na mão mas a tarde já não é tarde

e o verão não é mais verão



Jorge Sousa Braga

in O Novíssimo Testamento e outros Poemas, pag 44, Assírio & Alvim

0 Comments: