quinta-feira, junho 7

5 linhas ou menos

 

No metro, em Lisboa, na estação do Chiado, enquanto caminhava, alguém se agarrou ao meu braço e disse: por favor, deixe-me ir aqui ao seu lado, enquanto passamos o viaduto. Tenho vertigens. E caminhamos, assim, até ao outro lado, estranhos e apavorados. Eu não tenho vertigens. Mas apavora-me andar de braço dado com quem não conheço.

1 Comment:

cs said...

lindo :)