domingo, dezembro 11

Isto para dizer...


Há lugares e não-lugares, Marc Augé sustentou-o, no meu entender, muito bem.
O que é um blog? Certamente um lugar. Um lugar onde acontecem coisas tão estranhas como sentirmo-nos ligados a pessoas que não conhecemos. Entram no nosso quotidiano como a senhora demasiado real da lavandaria, ou o senhor risonho do café onde tomamos a bica [eu disse bica para não repetir café, porque eu digo café] todos os dias. Aqui, os afectos ganham uma nova dimensão - pelo menos para mim é nova - e pessoas a quem nunca ouvimos a voz ou olhamos nos olhos, passam a fazer parte do nosso dia-a-dia. Sabem de nós coisas simples que pessoas que trabalham connosco, que nos vêem todos os dias, não sabem. Ver não é conhecer, pois claro que não. Há pessoas com quem trabalho, por exemplo, que não imaginam que não vivo sem jazz. Nem têm de imaginar, é certo. Isto para dizer que um blog pode ser também um lugar de autenticidade, um lugar onde se é realmente. Onde encontramos pessoas deliciosamente reais.
Isto para dizer o que não me está a sair muito bem... porque ando há dias a pensar no que dizer e quando eu penso muito, nada me sai bem. Para dizer que aqui encontrei um espaço de partilha inigualável, que encontrei pessoas que me emocionam, que encontrei inspiração em traços e gestos que não consigo, agora, dizer o quanto significam para mim. Mas significam muitíssimo. Isto para dizer que tenho de pôr, aqui na porta "um volto já" que é como quem diz volto um dia destes. É que não gosto de dizer adeus, porque isto também não é um adeus, é mesmo uma forma de dizer vou porque tenho mesmo de ir e já estou com saudades. Isto para dizer obrigada a todos os que passam aqui, em silêncio ou não. E mandam e-mails e músicas e notícias e livros e desenhos. E vida e tudo.
Obrigada. De um fundo que não tem fundo.
Não é falta de tempo, é excesso de matéria. Acreditem! Tenho, de repente, ou quase, coisas para fazer acontecer. Com prazos umas, outras nem tanto. E um dia destes passo cá para vos contar o que tenho andado a fazer e vou bater à porta daqueles a quem conheço a porta. Isto para dizer que foram quase três anos absolutamente inesquecíveis aqui, convosco. E que aqui, convosco, me aconteceram coisas extraordináriamente boas e quase inacreditáveis. Algumas.
Isto para dizer que vos estou muito, mesmo muito, grata.

marta

P.S. Como disse J. Rentes de Carvalho, "um blog cria-nos a ilusão de estar alguém à nossa espera". E eu, pelo sim, pelo não, vou já dizendo que, se tudo correr bem, volto ...lá para Março.

P.S.2 Esta ideia que a Margarida me deu, por e-mail, pode resultar:
 «Marta, quando tiver algo urgente a dizer, um livro para recomendar, por exemplo, acrescente um P.S ao último post. É mais prático».
Já estou a pôr em prática. Obrigada:)

33 Comments:

cs said...

Marta
só para dizer que gosto de si :)

Anónimo said...

MARTA

Não imagina o quando vou sentir a sua falta ainda que ultimamente tenha postado menos vezes e escrito menos coisas.

Faça o que tem de ser feito e volte rápido, pois cá a espero, vou passando... FELIZ NATAL.

Alcinda Guimarães

deep said...

Marta, este é já um espaço sem o qual não passo (até rimou!). Ainda que nem sempre diga alguma coisa, venho aqui muitas vezes conhecer mais um poema ou uma música.
Espero, "from the bottom of my heart" que seja um até breve, porque é assim também, como referiste, que eu sinto este partilhar "blogosférico".
Um abraço e... até logo! :)

João Menéres said...

Ainda te lembrarás da forma como entrei no teu espaço?
-Se te não recordas...quando regressares eu digo.

Tu és uma pessoa que me vai fazer imensa falta. Bem sabes que não havia dia que aqui não passasse.

Trata de tudo e VOLTA para nosso deleite ( Mas vou prevenir-te de uma coisa que ainda não sabes : VAI CUSTAR-TE MUITO, MAS MUITO, ESTAR LONGE DA GENTE !

Um beijo e até...

Sininho said...

Bem, quase saltava do sofá e gritava: Marta, não vás ainda! Falta o resto! O resto e o tempo que tem voado quase sem dar por isso.
Afinal, tudo não passou de um grande susto e é apenas um até já.
Grande beijo e volta depressa.

Anónimo said...

Quero dizer-lhe que venho aqui todas as noites e que o seu blog me atenua a solidão e, por isso, vou sentir a sua falta.
Aprendi, aos 66 anos, a gostar de jazz aqui e é verdade isso que diz de gostarmos de quem não conhecemos, pois não a conheço mas gostava de a conhecer porque me dá a sensação de ser uma pessoa especial. Espero que possa voltar breve.
Manuel

Anónimo said...

Não querendo fazer "meteorologia", que nunca dá certo, há data de regresso para a noite pedir música e outros poemas?

Claudia Sousa Dias said...

Ainda bem que não te conheço só do blogue...senão não aguentava de saudades!

beijo e até breve por estas paragens cibernáuticas...

NYX(des)VELADA said...

A relação de si a si, aos outros, ao poder e à ordem social - resistirá a qualquer tentativa de definição (diria Marc-Augé)... Daí que, ao permitir-me endereçar-lhe uma palavra, é também, uma fuga "da" palavra - num tom que só pode ser "jazzídico": http://www.youtube.com/watch?v=f_CQPVsXYbU

paula said...

Vá Marta, e volte, com essa vida toda que há em si, que nos dá a conhecer e por vezes a nos reconhecermos nela também. Também como tantos outros, passo aqui, várias vezes ao dia, em silêncio, quase sempre, ouço músicas, leio poemas, roubo-a daqui e dali, aprendo coisas, descubro mundos.
Vá, mas volte.
bj
paula

Marta said...

querida CS, é recíproco :)


Alcinda Guimarães, muito obrigada pelas suas palavras!


Deep, querida, tanto tanto. Eu tb gosto muito de me passear por lá. abraço, apertadinho :)


Não estou certa, João... Mas o importante é que chegou. Jamais esquecerei algumas palavras que aqui me deixou. abraço, grato.


Sininho do meu coração, tanto para fazer, sim! ;) bjo


Manuel...nem sei que lhe diga! continue a ouvir jazz...pf. abraço e obrigada.


CSD: és linda :)


NYX, obrigada. Gostei :)


Paula, querida Paula, um bjo com admiração.

K said...

Obrigado pela partulha de tantas coisas!

Fico a espera com saudades!

Beijo

Anónimo said...

http://www.youtube.com/watch?v=PP6-MOphBIA&feature=related

GOOD IS THE TIME WHEN WE TERRÁQUEOS ALIGNS WITH MARS

GOLDEN LIVING DREAMS TO YOU

THANKS FOR THE JOURNEY !!!

SEE YOU VERY SOON!

JDA

F said...

Poderá parecer um pouco banal, mas não pude deixar de me lembrar daquilo que a raposa disse ao Principezinho sobre o cativar e criar laços.

Anónimo said...

Vou ter saudades :(

Luis Eme said...

até um dia destes, Marta.

pode ser no café da esquina. :)

Anónimo said...

E eu também vou ter muitas saudades. É muito tempo SEM COISAS SUAS!

Anónimo said...

Atravessar o Inverno sem que haja vida em Marta é uma prova muito dura, um autêntico DAKAR emocional para simples terráqueos!
O belo desenho da Leila Pugnaloni quer dizer que voltas com a Primavera, suponho.
Por aqui te esperamos, querida Marta! beijo
FCB

R. said...

Marta, apesar do breve e recente contacto, espero que possa repetir-se. Mantenho este endereço na linha lista de "outros parêntesis" e ficarei atenta ao eventual regresso.

Até lá, faço votos de que o parêntesis seja muito produtivo e feliz.

TERESA SANTOS said...

Marta,

Raramente comentava, mas raro era o dia que não passava por aqui. Este era o "meu" espaço da ternura, o espaço em que se sentia um não sei quê dee etéreo, um espaço de sugestões, de partilhas.
Um espaço de...?
Um espaço de uma leveza impossível de definir, um espaço onde a vida continuava a ter algum encanto.

Obrigada Marta, obrigada pelos belos momentos de Paz que me proporcionas-te.

Volta, se puderes, volta.

Que sejas Feliz com tudo o que te faz Feliz.
Que os braços pequeninos dos teus sobrinhos te abracem, muito, muito.

Itaciara Poli said...

Querida,

Inusitada a sensação de vazio ao saber de sua ausência (que espero seja breve)...
Ah! Que árdua tarefa passar o rigoroso inverno sem o feitiço cativante de MARTA...

Volte logo!
Itaciara.

Anónimo said...

QUERIDA MARTA,

volte rápido!

Um beijo e um ótimo Natal!

http://www.youtube.com/watch?v=LpPdl0StUVs&feature=results_video&playnext=1&list=PL94C3E6EF505E169C

Anónimo said...

Entristeci.
Pela noção de ausência.
Espero pelo regresso...quando possível. Mas sempre intenso, livre e belo.
Um beijinho e um grande bem haja.

Maria Lessa

Anónimo said...

http://www.youtube.com/watch?v=Wf5zLkod-9g&feature=related

amelia lobo said...

....foi hoje que fiz a descoberta do seu lugar, e foi um prazer. Até um dia

Leila Pugnaloni said...

Querida, boas festas!
Espero que em 2112 sejam muitas as suas alegrias e que uma delas seja nosso trabalho juntas. Abraço a todos daqui diretamente de Curitiba, Paraná, Brasil!

josé luís said...
Este comentário foi removido pelo autor.
josé luís said...

ainda não tinha dito nada, porque acho indecente deixar de haver vida noutros planetas (pronto, já disse!)
então agora, quando o senhor bowie me vier com perguntas destas:
http://youtu.be/v--IqqusnNQ
o que é que respondo? diga-me...

Anónimo said...

É mesmo isto: Se é possível simpatizarmos com alguém através do blog sem conhecer a pessoa que o escreve, também é possível zangarmo-nos com essa pessoa!
Faz falta e acredito que faça ainda mais falta a quem não tem blog ou mesmo a quem nunca comentou nada porque o mais importante era chegar aqui e estar cá alguma coisa para nós, leitores do Há Vida em Marta.
Ainda ontem pensava: que livros a Marta terá recebido pelo Natal?
Um bom ano e que o seu regresso seja breve.
KGB

Anónimo said...

Tenho sentido a falta ! Mesmo sabendo do regresso anunciado para Março, espreito várias vezes com a esperança de ser surpreendida.
Até breve!

Anónimo said...

BOM ANO QUERIDA MARTA!

Marta said...

K, QUERIDO K :)

JDA, até breve! beijinho

É mesmo assim F. :) vamo-nos encontrando por aí!

Até um dia deste, Luís M.

FCB um grande, grande beijinho...e sim, os desenhos da Leila são absolutamente fabulosos...

Obrigada, R.! bem preciso dessa produtividade :) eu tb andarei por perto. sempre ;

Teresa: um grande beijinho, um imenso abraço e muitos sorrisos!

Querida Itaciara, voltarei! tb tenho saudades de andar por aqui com tempo e visitar e comentar e essas coisas da cativante blogosfera :)

Obrigada Maria Lessa! eu voltarei...:)

Volte sempre, Amélia Lobo!

Querida Leila, eu tb espero que sim, que uma dessas alegrias do novo ano seja o nosso trabalho juntas :)))


Diga-lhe que sim, que há...apesar de não se notar por aqui :) lá fora é uma lufa-lufa... José Luís, mas logo que eu arrume com alguns projectos, eu volto porque tb sinto falta desta vida!

De resto, um grande abraço a todos e um obrigada... mesmo aos anónimos que por aí andam e não consigo identificar...ao contrário de outros ;)

BOM ANO E até breve!

ana said...

Marta, só para dizer que faz falta, amplia-me os horizonte, aqui descobri paisagens novas.