segunda-feira, outubro 4

O meu coração ficará no Porto

[amanhã, com o JN, este documentário de Jorge Campos]


“É o melhor filme feito sobre o meu pai” – Iva Delgado, filha do general Humberto Delgado

Sinopse: Para muitos o dia 14 de Maio de 1958 terá sido o início do fim da ditadura em Portugal. A cidade do Porto saiu à rua para receber o General Humberto Delgado, candidato pela oposição à eleições presidenciais. Dias antes, instado a pronunciar-se sobre o destino de Salazar caso vencesse as eleições, Delgado proclamara: “Obvimente demito-o”. Foi o rastilho que incendiou o País. 50 anos mais tarde, o Porto evocou esse dia memorável em que o Povo saiu à rua numa manifestação sem precedentes, para sempre ligada ao destino do General Sem Medo.

Documentário resultante de um acordo de cooperação entre o Instituto Politécnico do Porto e Governo Civil do Porto. Uma produção dos Serviços de Vídeo com a colaboração de professores e alunos do Departamento Artes da Imagem da ESMAE – IPP e realização de Jorge Campos.
Retirado daqui
TEASER aqui

0 Comments: